Pimentos Padrón Salteados


Que rico petisco. Já experimentaram? Vale a pena!



Ingredientes
Pimentos Padrón
Flor de Sal Marnoto
Azeite q.b.
2 dentes de Alho


Preparação
1. Lave bem os pimentos e seque-os com um pano de cozinha.

2. Coloque um fio generoso de azeite no tacho e adicione os dentes de alho socados.

3. Quando o alho começar a estalar, junte os pimentos e deixe saltear.

4. Retire e salpique com Flor de Sal.


A planta do pimento é originária do perú e foi trazida para a europa por Cristovão Colombo. Actualmente existem muitas variedades de pimentos desde malaguetas, pimentos padron e os tradicionais pimentos verdes vermelhos e amarelos. A variedade de pimento padron é de facto uma variante dos pimentos verdes e deve o seu nome à vila de Padrón na Galicia (Espanha), onde é tradicionalmente servida nas tabernas como tapas para acompanhar a cerveja. Não existem grandes diferenças na forma de plantar os vários tipos de pimentos ou nos cuidados a ter, já que se tratam de plantas muito resistentes e só em casos extremos é que não irá obter uma boa produção.

Os pimentos de Padrón (Capsicum annuumL.) pertencem à grande família dos pimentos, malaguetas e piri-piris. Na Galiza, estes pimentos são colhidos ainda imaturos e não são, em geral, picantes. Para além do estado de maturação, o seu sabor característico resulta provavelmente do clima, selecção das sementes e métodos de cultivo. De facto, invernos amenos, verões temperados e chuva abundante parecem dar origem a um menor conteúdo em hidratos de carbono e maior percentagem de amido em relação às variedades da América do Sul. Por outro lado, o tratamento cuidadoso e a colheita precoce evitam o stress vegetal responsável pela produção de capsaicina (o composto responsável pelo sabor picante).
Com mais de noventa por cento de água e uma quantidade relativamente baixa de lípidos e hidratos de carbono, a presença dos ácidos málico, oxálico e quínico manifesta-se no subtil sabor ligeiramente amargo.
Finalmente, o azeite usado na sua fritura, o sal grosso e o odor característico, resultante de ficarem ligeiramente queimados, completam o prazer.

Queria terminar a publicação de hoje dizendo-vos que o Pratos Que Falam concretizou mais uma parceria, desta vez com ACUSHLA, Azeite Biológico Português!


O ACUSHLA é um azeite requintado, dedicado a um consumidor contemporâneo que procura padrões de excelência à mesa.
Proveniente de Denominação de Origem Protegida de Trás-os-Montes, trata-se de um produto de elevada qualidade, extra-virgem, com um nível percentual de acidez de 0,1.
Para lá da textura e paladar excelentes, o ACUSHLA é recomendável do ponto de vista nutricional e revela em todas as fases da sua produção uma preocupação ambiental distintiva.
Obrigado Acushla por confiarem um produto de tão alta qualidade à minha cozinha!


Espero que gostem!

10 comentários:

  1. Petisco delicioso...aprovadíssima dica! Como eu digo lá no Blog, é perfeito para a hora do belisquete!
    Beijos
    CamomilaRosa

    ResponderEliminar
  2. Que maravilha!
    Ficaram com um aspecto óptimo!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Uns pimentos deliciosos!
    parabéns pela parceria!
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Adoro este petisco!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. O meu marido adora pimentinhos padrón, que apetitosos estão os que mostras!

    ResponderEliminar
  6. Adoro mas tem que picar,os ultimos que fiz picavam muito.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Adoro esses pimentos padrón,....parabéns por mais uma parceria!
    Beijinhos e bom fim-de-semana,...
    https://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Unos pican y otros no! Qué ricos madre mía!

    ResponderEliminar
  9. Nunca comi estes pimentos, mas ando muito curiosa!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar

Olá!
Obrigado por passar por este espaço e por querer partilhar algo. A sua opinião é sempre importante para manter este recanto do seu agrado.
Cumprimentos e volte sempre!