Coelho ao Porto


Este pratinho é de um sabor fabuloso. O Vinho do Porto dá-lhe um toque muito especial. Experimentem que vão gostar!




2ª Rúbrica Gastronómica no Jornal MAIAHOJE


Ingredientes
1 Coelho
1/2 copo de Vinho do Porto Tawny
1/2 copo de Vinagre de Sidra
3 Tomates maduros
2 folhas de Salva
2 dentes de Alho
1 colher de Farinha de Trigo
Sal
Pimenta preta em grão
Azeite



Preparação
1. Corte o coelho em pedaços regulares. Lave-os e seque-os bem.

2. Leve ao lume um tacho com azeite, as folhas de salva e a pimenta.

3. Refogue o coelho em lume alto até dourar. 

4. Acrescente o tomate cortado em pedaços, o vinho do Porto, o vinagre, os dentes de alho e o sal.

5. Deixe cozinhar em lume brando durante 40 minutos. Vá verificando a cozedura e acrescentando água, para não secar.

6. Quando o coelho estiver cozinhado, retire-o e reserve.

7. Adicione a farinha ao molho, mexendo de imediato. Passe a varinha mágica, de forma que o molho se transforme num creme aveludado.

8. Coloque o coelho na travessa e cubra-o com o molho. Decore com cebolinho picado.

Acompanhe com um esparregado de nabiças e umas batatinhas a murro.



Devido ao enorme sucesso do vinho do Porto na primeira metade do século XVIII, o que levou muitos produtores de uva, fora da região do Douro, a utilizar as suas uvas para a produção de Vinho do Porto, alterando a sua qualidade e criando a adjacente dificuldade no planeamento territorial. Em 1756, o "Marquês de Pombal" restringiu a região do Douro com 335 marcos, distribuídos ao longo de 250.000 hect. Tornando-a a mais antiga região vinícola protegida do mundo. Atualmente no território Duriense, temos 45.700 hect cultivados e 39.100 produtores de uva. 

O Vinho do Porto é vinificado a partir de uvas cultivadas e transformadas na região demarcada do Douro. Alguns dos diferentes tipos de uvas áutoctones, como por exemplo: uvas brancas: Codega Rabigato, Malvasia Rei, Malvasia Fina, Viozinho, Donzelinho...; uvas tintas: Tinta Amarela, Tinta Cão, Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinta Roriz, Tinta Barroca... 

A origem deste nome, "Vinho do Porto", surgiu durante o século XVII, graças á importante cidade portuária do Porto, onde o vinho fortificado foi trazido e comercializado para os mercados interno e externo. O barco "Rabelo" esteve encarregado do transporte de barris, nessas viagens corajosas pelo Douro, desde o século XVII até Maio de 1971, quando foi substituído por comboio e camiões cisterna. 


Espero que gostem!

15 comentários:

  1. Bom dia Ricardo!

    Adorei a tua sugestão de hoje. Por acaso desconhecia que hoje faz anos em que a expressão hippi foi soletrada.
    Adoro vir ao teu cantinho. Traz-nos sempre um pouco de cultura.
    O meu muito obrigado pela partilha.
    Gostei também de saber a origem do nome "Vinho do Porto". Mais uma vez o meu muito obrigado.

    Passei também para te desejar um feliz fim de semana.

    Beijinhos doces. :*

    ResponderEliminar
  2. Esse coelho ficou bem apetitoso!

    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. Que belo coelho amei a receita...um beijinho.

    ResponderEliminar
  4. A minha mãe faz um Coelho também com vinho do Porto e alguma mais e que fica uma maravilha...
    Esta tua sugestão faz-me lembrar isso ;)
    Tem muito bom aspecto e o sabor tem que ser realmente fantástico.
    Obrigado por partilhares...
    Beijinhos e bom fim de semana...

    ResponderEliminar
  5. Acho que já tinha tido oportunidade de aqui dizer que ADORO coelho! Com salva nunca experimentei, mas essa cor e esse molho deu-me vontade de o fazer!
    Beijinho doce e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  6. Mais uma fantástica receita, desta vez com coelho, uma carne bastante saudável.
    Adorei os sabores e a ideia de passar o molho.
    Parabéns e obrigado.

    ResponderEliminar
  7. Pedimos desculpa mas é apenas para divulgar. Um casal, a crise, poupanças e histórias de quem vive a crise como muitos outros, mas onde a poupança é o melhor remédio. Pode passar a mensagem…? Obrigado!

    http://ocarteiravazia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Que pratinho mais saboroso!

    Abraços. Fabiana.

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Ricardo :)
    Gosto imenso de coelho! Nunca juntei vinho do porto mas ficou com um aspecto magnífico, com uma cor fantástica.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  10. Fantástica sugestão Ricardo!
    Nais uma das tuas receitas que vai comigo!!
    Beijinhos grandes e bom fim de semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  11. Que bela refeição!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Gosto tanto de coelho. Assim nunca comi, mas tem muito bom aspeto. Normalmente como frito.

    Bjs

    ResponderEliminar

Olá!
Obrigado por passar por este espaço e por querer partilhar algo. A sua opinião é sempre importante para manter este recanto do seu agrado.
Cumprimentos e volte sempre!