Porco na Brasa com Arroz de Forno, Peperoncini Recheados e Feijão Verde


Cores vibrantes, texturas marcadas, aromas inebriantes. Nada melhor que uma variedade multicolor à mesa para abrir o apetite.



Ingredientes
1,5 kg de Pá de Porco fatiada
2 Chouriços correntes
2 Peperoncini (pode usar pimentos verdes)
250g de Feijão Verde laminado
200g de Arroz Agulha
1 Cebola Picada
3 dentes de Alho picados
Cominhos q.b.
Pimenta q.b.
Sumo de Limão
1 Folha de Louro
2 colheres de sobremesa de pimentão Doce
Sal 
Azeite


Preparação
1. Tempere a carne com sal, pimenta, cominhos, louro e sumo de limão e deixe marinar por cerca de 2 horas.

2. Corte a parte do pedúnculo dos peperoncini, retire as sementes e coloque o chouriço no seu interior.

3. Asse a carne na brasa juntamente com os peperoncini até ficar ao seu gosto.

4. Coloque a cebola com um fio de azeite num tacho e deixe alourar. Acrescente o arroz e deixe fritar um pouco. Tempere com sal e pimentão doce. Junte água em dobro da quantidade do arroz.

5. Quando o arroz estiver a meio da cozedura, ainda com água, coloque numa travessa. Decore com rodelas de chouriço e leve ao forno pré-aquecido nos 180ºC para acabar de cozer e tostar um pouco.

6. Coza o feijão verde em bastante água temperada com sal por uns minutos. Coe e reserve.

7. Numa sertã coloque um fio de azeite, os alhos picados e leve o feijão verde a saltear.

Sirva quente. 






Peperoncini é uma variedade da espécie Capsicum annuum muito apreciada e conhecida na Itália. O termo Peperoncini é utilizado mais comumente no inglês americano (bem como os termos Tuscan pepper, Sweet Italian peppers e golden Greek peppers. Esta última é uma variedade grega da Peperoncini de cor amarela, muito conhecida e apreciada).
Na Itália esse tipo de pimento é conhecido por friggitello (friggitelli, no plural) ou mais comumente peperoni , assim como outras variedades de pimentos suaves. O termo Peperoncini é utilizado para as variedades de pimentos picantes.
Os Peperoncini crescem em arbustos de até aproximadamente 77 cm de altura e produzem pimentos verdes (estado imaturo) que atingem a cor vermelha em plena maturidade. São comumente colhidos quando atingem o comprimento aproximadamente de 8 a 10 cm, podendo chegar a comprimentos de até 20 cm.

Os Peperoncini são tipicamente utilizados em sanduíches, pizzas, saladas e antipasti, bem como guarnições para deixar alguns pratos com textura crocante e salgada.

Na Itália são geralmente consumidos frescos, secos ou curtidos em azeite.

O peperoncino é um dos ingredientes de pratos como massas preparadas alla Puttanesca, bem como molhos à base de tomate, tais como o Molho à Bolognesa e o salsa alla diavola. 




Espero que gostem!

52 comentários:

  1. Esse arroz ficou com uma cor fantástica!

    ResponderEliminar
  2. ficou uma carne bem apetitosa e esses acompanhamentos hum.... uma delicia.

    ResponderEliminar
  3. O arroz e o feijão verde já me seduziram, comia só os dois!

    ResponderEliminar
  4. Acho que tem a ver com agora querer-me estar sossegados. Já vivemos a loucura da joventude, mas não significa que estejamos velhos agora. :)

    Quanto ao prato, fabuloso e eu que adoro arroz de forno. Quando vi esses pimentinhos, pensei nos pimentos de Padrón, conheces? São uma delícia!!

    xx

    ResponderEliminar
  5. Olá Ricardo!
    Menu completo, tudo perfeito!
    Depois você posta a sua receita de quindim, se é econômica
    melhor ainda.

    Bom fim de semana!
    bjs

    ResponderEliminar
  6. Un palto muy bueno, bueno de verdad y aun precio que está más que bien…….

    ResponderEliminar
  7. Bem, eu tenho 31 e já só me apetece sossego, eheheh:) É bom sinal, que as coisas foram vividas e bem aproveitadas a seu tempo e deram agora lugar a outros prazeres e vivências mais de acordo com o ritmo atual do dia a dia.
    Por exemplo, esse é um prato perfeito para se saborear com um grupo de amigos e um belo vinho tinto:)
    Ficou tudo com um aspeto maravilhoso, adoro arroz de forno!
    Beijinhos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  8. Adorei a sugestão... bem boa para estes dias! Cá por casa, vai fazer sucesso!! :)

    ResponderEliminar
  9. Mais uma maravilhosa refeição. está com um excelente aspecto.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. O arroz está de fazer inveja... aliás está tudo!!!
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  11. Olá Ricardo,
    Mais uma bela receita e belas fotografias. Confesso que não alinharia nos pimentos, pois não gosto mesmo nada. Mas de resto, comeria tudo, com bastante satisfação até.

    Quanto à idade, não estás nada velho. E concordo contigo, é apenas uma questão de personalidade e gosto. Pois tenho 22 anos e desde que me conheço que prefiro a casa às saídas, os bares e cafés às discotecas e uma boa conversa a um pé de dança. Claro que acabo por fazer um pouco de tudo: q.b.

    Bom fim-de-semana.
    Beijinhos *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. um pouco de tudo com peso e medida, não é?
      Bjinhos

      Eliminar
  12. Com os anos aprendemos a saborear outras coisas que antes nunca seriam possíveis...
    Gostei muito desta sugestão... mas o arroz ficou-me debaixo de olho... ;)
    Obrigado por partilhares...
    Um abraço e bom fim de semana...

    ResponderEliminar
  13. Amigo, que delícia!
    Estou olhando essas fotos e imaginando o sabor dessas maravilhas, hum!
    Ricardo, nada melhor que uma chuvinha, um sofá e uma manta, coisa que muita gente não sabe apreciar.

    Bjsssssssssss querido e um final de semana bem maravilhoso.

    ResponderEliminar
  14. Uma sugestão perfeita, posso servir-me??

    beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  15. DELICIOSO! Que hambre me esta entrando ;)
    Un abrazo!

    ResponderEliminar
  16. Gostei bastante da sugestão.
    Beijinhos
    belinha
    Mundo das Receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Que refeição maravilhosa :)
    beijinhos e um óptimo fim de semana
    Addicted
    http://cookaddiction.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Adorei este arroz,está com uma cor fabulosa.
    Bj
    Márcia

    ResponderEliminar
  19. Nem sei que diga...já jantei mas jantava novamente pois esta maravilhoso.
    bjs

    ResponderEliminar
  20. Mas que bom aspeto, uma maravilha mesmo...bjokitas

    ResponderEliminar
  21. Ricardo, Boa Noite!
    Seu Blog é sensacional menino!
    Realmente o aconchego do sofá com uma gostosa manta num tempinho chuvoso é maravilhoso. Quanto aos seus poucos 35 anos, não há nada de velho nisso...rsrs. Há sim um começo de maturidade e a se começa a ficar mais sereno sem ser afoito,né?
    Eu adoro carne de porco com todo esse carinho e prazer no preparo então, fica genial. Belo aspecto ficaram seus pratos!
    Bju. Re

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Regina pela sua mensagem carinhosa. Já sou seu seguidor.
      Bjinhos

      Eliminar
  22. Olá.
    Postagem muito legal assim como todo o blog,parabéns.
    Quer fazer parte do Portal de Blogs Teia, só os melhores blogs são convidados e o seu se encaixa perfeitamente.
    Se desejar é só nos fazer uma visitinha.
    Até mais

    ResponderEliminar
  23. Ah Ricardo! Me sinto como vocé do alto dos meus 33 anos... Ultimamente estou preferindo programas mais tranqüilos do que a agitação ou baladas. Penso que pode ser apenas uma fase (que, honestamente, espero que nao passe!).
    Adorei a receita. Ja te falei que adoro carne suína, né?! Delicia, delicia, delicia...
    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  24. Olá Ricardo,
    Esta refeição está uma tentação e o arrozinho de forno aí a espreitar, até parece o da minha avó, feito no forno a lenha...
    Quanto à velhice, não, não é velhice. Acho que na vida há um tempo e uma época para tudo e a época dos pubs e noitadas passou, mas não quer dizer que não continuemos a querer socializar, só d=que de forma mais calma e inteligente...
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  25. Olá Ricardo,

    A idade é um estado de espírito e para mim velhos são os trapos. As pessoas não ficam velhas, ficam mais maduras, mais sábias, mais experientes e com gostos mais refinados. Começam a ouvir e a fazer-se ouvir, a conhecer os outro e a conhecerem-se melhor.
    Há idades para tudo e a partir de uma dada altura começamos a apreciar as coisas boas da vida, como conviver com pessoas maravilhosas à volta de uma mesa fabulosamente recheada de pratos divinais.
    Uma refeição fabulosa para apreciar em boa companhia.

    Bjnhos e um final de tarde "fabulástico"

    http://saborescomtempo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Olá!
Obrigado por passar por este espaço e por querer partilhar algo. A sua opinião é sempre importante para manter este recanto do seu agrado.
Cumprimentos e volte sempre!